Classificaçao das Conjunções

2. Classificação

As conjunções são primeiramente classificadas em coordenativas e subordinativas,
de acordo com o tipo de relação que estabelecem. As conjunções coordenativas
ligam termos ou orações sintaticamente equivalentes. As conjunções
subordinativas ligam uma oração a outra que nela desempenha função sintática;
em outras palavras, ligam uma oração principal a uma oração que lhe é
subordinada.
De acordo com o sentido das relações que estabelecem, as conjunções
coordenativas são classificadas em:

aditivas (exprimem adição, soma): e, nem, não só… mas também, etc.;
adversativas (exprimem oposição, contraste): mas, porém, contudo, todavia,
entretanto, no entanto, não obstante, etc.;
alternativas (exprimem alternância ou exclusão): ou, ou…ou, ora…ora, quer…quer, seja…seja, nem…nem, já…já, etc.;
conclusivas (exprimem conclusão): logo, portanto, por conseguinte, pois (posposto ao
verbo), por isso, assim, então,  etc.;
explicativas (exprimem explicação): pois (anteposto ao verbo), que, porque, porquanto, etc;

Já as conjunções subordinativas são classificadas em:
integrantes (introduzem orações subordinadas substantivas): que, se, como;
causais (exprimem causa):  porque, como, uma vez que, visto que, já que, etc.; concessivas (exprimem concessão): embora, ainda que, mesmo que, conquanto,
apesar de que, se bem que, posto que, etc.;
condicionais (exprimem condição ou hipótese): se, caso, desde que, contanto que, salvo se, sem que, dado que, a menos que, a não ser que, etc.;
conformativas (exprimem conformidade): conforme, consoante, segundo, como,
etc.;
comparativas (estabelecem comparação): como, mais… (do) que, menos… (do)
que, etc.;
consecutivas (exprimem consequência): que, de sorte que, de forma que, de maniera que, de modo que, etc.;
finais (exprimem-finalidade): para que, a fim de que, que, porque, etc.;
proporcionais (estabelecem proporção): à medida que, à proporção que, ao passo
que, quanto mais…, menos…, etc.;
temporais (indicam tempo): quando, enquanto, antes que, depois que, desde que,
logo que, assim que, sempre que, mal, apenas, etc.
A classificação das conjunções deve ser feita a partir de seu efetivo emprego nas
frases da língua. Por isso, as relações que apresentamos não devem ser
memorizadas: você deve consultá-las quando for necessário. O estudo efetivo do
valor dessas conjunções só será possível quando observarmos atentamente sua
atuação.

About these ads

1 comment so far

  1. charles on

    muito boa explicação, tirou as minhas dúvidas.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 219 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: