Regras de Acentuação – III

Postado em Atualizado em

21) acentuação das abreviaturas – constando da abreviatura “vogal” graficamente “acentuada” no vocábulo escrito por extenso, conserva-se o respectivo sinal gráfico.
Exemplo:
Código – Cód.
Cônego – Côn.
Página – Pág.
Gênero – Gên., etc.

22) emprega-se o TREMA no “u” átono que se pronuncia depois de “g” ou “q” e seguido de “e” ou “i”.
Exemplo:
Cinqüenta, lingüeta, ungüento, agüentar, lingüiça, argüição, lingüística, eloqüente, tranqüilidade,
ubiqüidade, delinqüir, eloqüência.


Observação: Sendo facultativa a pronúncia do “u”, é facultativo o uso do trema.

Exemplo:
Eqüidade ou equidade
Lângüido ou lânguido
Eqüivaler ou equivaler
Sangüíneo ou sanguíneo
Líqüido ou líquido
Sangüinário ou sanguinário
Liqüefato ou liquefato

Não se põe acento agudo na sílaba tônica das formas verbais terminadas em “que”, “quem”.
Exemplo:
Apropinqüe, delinqüem.

23) O ACENTO GRAVE é empregado para assinalar a fusão da preposição “A” com o artigo “A” e com os adjetivos ou pronomes demonstrativos a, aquele, aqueloutro, aquilo, ou quais, se
escreverão assim:
À, às, àquele, àqueles, àquela, àquelas, àquilo, àqueloutro, àqueloutros, àqueloutra, àqueloutras.
Exemplo:
Ele foi à casa de Pedro.
Refiro-me àquilo que te falei ontem.
Àquele menino.
Àqueles meninos.
Refiro-me àquelas meninas.
Refiro-me àquela menina.

24) Usa-se o til para indicar a nasalização, e vale como acento tônico se outro acento não figura no vocábulo.
Exemplo:
Capitães, afã, coração, limão, mamão, bobão, chorão, devoções, põem, etc.

Observação: Se é átona a sílaba onde figura o til, acentua-se graficamente a predominante.
Exemplo:
Órfão, órfãos, órgão, órgãos, acórdão, benção, etc.

25) Emprega-se o ACENTO CIRCUNFLEXO para distinguir de certos homógrafos inacentuados As palavras com “E” e o “O” fechados.

Permanece nos seguintes exemplos:
Pêlo. Pêlos (substantivo) diferente de pelo (verbo)
Pôlo, pôlos (substantivo) diferente de pólo, pólos (substantivo)
Pêra (substantivo) diferente de pera (preposição)
Pêra (substantivo) diferente de péra (elemento do substantivo composto péra-fita)
Pôr (verbo) diferente de por (preposição)
Côa, côas (verbo) diferente de coa, coas (contração) ou co’a, co’as
Pôlo (s.m.-gavião novo) diferente de polo (contração)
Porquê (substantivo) diferente de porque (conjunção)
Quê (substantivo) ou no fim da frase diferente de que (conjunção ou pronome)
Sê (substantivo) diferente de se (conjunção)

Recebem ACENTO AGUDO os seguintes vocábulos que estão em homografia com outros:
Ás (s.m.) diferente de – às (fusão de preposição + art.)
Pára (verbo) diferente de – para (preposição)
Péla, pélas (v. s.f.) diferente de pela, pelas (contração)
Pélo, (v.) diferente de – pelo (contração)
Péra (de péra- fina) diferente de – pera (preposição arcaica)
Pólo, pólos (s.m.) diferente de – polo, polos (aglutinação da preposição por)

26) O APÓSTROFO (‘) que se emprega nos casos de ectlipse (= vem do grego “ectlipsis” = ato e
esmagar)
Ectlipse é a supressão do “m” final da preposição “com” diante de vocábulos começados por vogal.
Exemplo:
Co’o-(com + o)
Co’as-(com + as)
Co’estes (com + este)
Co’um (com + um), etc.

Atenção: A ectlipse só é usada na conversação comum e na poesia.
O apóstrofo também é usado em certos casos de síncope. (vem do grego syncopé = corte)
consiste na supressão ou corte de uma letra ou sílaba no meio da palavra
Exemplo:
Imigo – inimigo
Soidão – solidão
Mor – maior
Per’la – perola
Esp’rança – esperança

27) A palavra terminada em “il” átomo faz o plural em “eis” também átono e conserva o acento
agudo na sílaba tônica:
Exemplo:
Projétil, projéteis
Réptil, répteis,
Verossímil, verossímeis
Têxtil (adjetivo) têxteis

28)
a) O ACENTO RIZOTÔNICO – A palavra rizotônica.
É RIZOTÔNICO quando o acento tônico cai no radical da palavra ou então o verbo na 1ª, 2ª e 3ª
pessoas do singular e na 3ª pessoa do plural
1º- verbo:
amo, amas, ama, amam
passeio, passeias, passeia, passeiam
louvo, louvas, louva, louvam

2º- palavra:
fútil
útil
banal

b) O ACENTO ARRIZOTÔNICO – palavra rizotônica.
É ARRIZOTÔNICO quando o acento tônico cai depois do radical da palavra ou estando o verbo na
1ª e 2ª pessoas do plural.

1ª- verbo:

amamos, amais
passeamos, passeais
louvamos, louvais

2ª- palavra:
futilidade
utilidade
banalidade

29) Foi abolido o acento circunflexo e o grave com que se assinala a sílaba subtônica dos
vocábulos derivados em que figura o sufixo “mente” ou sufixo iniciados por “z”
Exemplo:
Cortês – cortesmente
Indelével – indelevelmente
Prático – praticamente
Só – somente
Pá – pazada
Avó – avozinha
Café – cafezal
Faísca – faiscazinha
Zé – zezito
Pé – pezudo

OBSERVAÇÃO: Os vocábulos escritos com “til” não sofrem alterações.
Exemplo:
Chã – chãmente
Mão –mãozinha
Mão –mãozada
Mãe –mãezinha
Romã – romãzeira
Cristã – Cristãmente

Anúncios

Um comentário em “Regras de Acentuação – III

    lucia disse:
    22 setembro, 2008 às 7:33 pm

    Realmente não dá para entender o que é isso.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s