Brasileiros levam Shakespeare em português à Inglaterra

Postado em Atualizado em

Deu na BBC-Brasil 29/08/2006.
O vilarejo-natal de William Shakespeare aplaudiu com entusiasmo a apresentação da sua peça Os Dois Cavalheiros de Verona, no último domingo, pelo grupo brasileiro de teatro Nós do Morro, formado na favela carioca do Vidigal e convidado da Royal Shakespeare Company para um festival internacional em Stratford-Upon-Avon.

 

O público encheu o Courtyard Theatre, a 200 metros da igreja onde está enterrado o monstro-sagrado da dramaturgia mundial, e não deu sinais de se importar com o fato de que os atores falavam português, enquanto um cartaz eletrônico mostrava as palavras originais em inglês.

Fãs de Shakespeare, como os que se dispõem a ver suas peças em outros idiomas, conhecem bem as histórias e acompanham a trama sem dificuldade, o que valoriza ainda mais a atuação no palco.

As risadas e palmas do público durante duas horas e meia de espetáculo, sem intervalo, comprovaram a apreciação da montagem dirigida por Guti Fraga.

Alguns atores ingleses do grupo Gallery 37, de Birmingham, se incorporaram à apresentação, em papéis secundários que levaram ao uso de algumas frases em inglês.

Mesmo assim, e incluindo as misturas de canto e dança nos dois idiomas, era difícil distinguir as nacionalidades de quem se movimentava pelo palco. E como se movimentavam, inclusive para se fazer de cenário, porque a apresentação de uma peça nova a cada dia não permite montar cenários fixos.

Grande parte do público permaneceu no teatro após a apresentação, para uma discussão com os atores e outros organizadores do evento, parte do festival The Complete Works (Os Trabalhos Completos).

Todas as obras de Shakespeare

A Royal Shakespeare Company se dispôs a apresentar neste ano, em Stratford, todas as 37 peças escritas pelo dramaturgo que muitos consideram o maior de todos os tempos.

Para isso, além dos elencos conhecidos (Judy Dench, Patric Stewart, Ian McKellen), foram convidados grupos teatrais de vários países, da Rússia (Noite de Reis) ao Japão (Titus Andronicus). Do Brasil, foi escolhido o Nós do Morro, que já vinha realizando um trabalho com a tradicional companhia britânica.

“Confesso que Os Dois Cavalheiros de Verona nunca esteve entre minhas peças favoritas de Shakespeare”, disse Deborah Shaw, diretora do programa Trabalhos Completos na Royal Shakespeare Company.

“Mas, depois de me envolver nos ensaios com o Nós do Morro e vibrar com a apresentação final deles, passei a ter nova apreciação pela peça.”

Para Guti Fraga, a montagem em Stratford concretizou um sonho de quem vem trabalhando com o grupo há mais de uma década e prepara Os Cavalheiros de Verona desde janeiro.

“Teatro é isso”, disse ele na discussão após a peça. “É a arte compartilhada entre culturas, é a expressão do que está dentro de nós gritando para se comunicar.”

O Nós do Morro surgiu na favela carioca do Vidigal, mas já se expandiu por outros lugares e conta hoje com 1.800 participantes, atuando em teatro, cinema e televisão. Seus atores formaram a base do desempenho no premiado filme Cidade de Deus, de Fernando Meirelles.

Nós do Morro mostrou Shakespeare com toque brasileiro na terra onde o poeta e dramaturgo inglês nasceu (em 1564), se educou e lançou sua carreira teatral, que iria levá-lo a Londres como ator, empresário e autor.

“Tem um gostinho especial apresentar essa peça nesta cidade, onde se respira teatro”, disse a atriz Roberta Rodrigues, entre todo o elenco reunido no palco para a discussão com o público.

“Shakespeare não é só daqui”, comentou Fraga. “Ele pertence ao mundo inteiro.”

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s