Mas e Mais

Postado em

  • Mas é primariamente conjunção adversativa. Isto significa que essa palavra gramatical liga orações de forma a estabelecer contraste ou idéia de oposição: “João correu muito, mas não conseguiu chegar a tempo ao local de prova” e “Pedro não se mata de estudar, mas sempre consegue aprovação no final”. Em outros contextos, pode funcionar como palavra expletiva, como em “Naquela noite, Norma voltou para casa feliz, mas muito feliz”, ou como substantivo, a exemplo de “Esse ‘mas’ é que te complica”.
  • Mais é advérbio de quantidade e como tal se vincula a adjetivos, verbos ou outros advérbios, como em “Paulo é mais alto do que José”, “Cláudio trabalhou mais do que eu hoje” e “A mensagem pode ser enviada mais rapidamente”. “Mais” pode-se também classificar como pronome adjetivo indefinido quando modifica substantivos, como em “Comprei mais comida” e “Estou aqui há mais tempo”.

A dúvida que muitas pessoas têm com relação ao emprego dessas duas palavras decorre da tendência de os falantes, na língua oral, ditongarem, ou seja, produzirem ditongo em vocábulos terminados em /as/ (rapais = rapaz), /es/ (meis = mês), /os/ (pois = pôs) e /us/ (luis = luz). Assim, tanto “mas” como “mais” acabam tendo a mesma sonoridade (mais). Na escrita, porém, devemos evitar tal uso em benefício da correção e da clareza.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s