Ortografia

Guia Rápido do Novo Acordo Ortográfico

Postado em

Você não tem tempo para ler o guia da reforma e muito menos para ver os vídeos explicativos do Youtube? Então, esse arquivo é pra você.

Resumão da Reforma

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre a Nova Reforma Ortográfica

Postado em Atualizado em

Um pequeno resumo dos pontos principais da nova reforma:

Aqui você encontra o material completo:

Guia da Nova Reforma Ortográfica da Melhoramentos

E uma dica legal: digite sua frase ou parágrafo e o Ortografa faz a correção pra você.Entre aqui

Ou visite o português exacto aqui, ele faz o mesmo que o Ortografas

Flip – Corretor Ortográfico e Sintático On-line

Postado em Atualizado em

Flip é o conceituado produto da Priberam que ajuda a você a corrigir seus trabalhos. Ele corrige erros ortográficos e sintáticos. Tudo isso on-line. Basta você entrar com o texto (máximo de 3000 palavras) e escolher português Brasil ou Portugal. Fácil , fácil e tudo isso grátis. Salve Priberam !!!

flip

Visite a página aqui

Ps. Obrigado Antonio ( do blogue 7 ) pela dica.

Tech Tags:

Acordo Ortográfico entra em Vigor em 2008

Postado em

Veja algumas mudanças com as novas regras ortográficas:

•• As paroxítonas terminadas em “o” duplo, por exemplo, não terão mais acento circunflexo. Ao invés de “abençôo”, “enjôo” ou “vôo”, os brasileiro terão que escrever “abençoo”, “enjoo” e “voo”.
•• Também não se usará mais o acento circunflexo nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos “crer”, “dar”, “ler”, “ver” e seus decorrentes, ficando correta a grafia “creem”, “deem”, “leem” e “veem”.
•• O trema desaparece completamente. Estará correto escrever “linguiça”, “sequência”, “frequência” e “quinquênio” ao invés de lingüiça, seqüência, freqüência e qüinqüênio.
•• Alfabeto deixa de ter 23 letras para ter 26, com a incorporação de “k”, “w” e “y”.
•• O acento deixará de ser usado para diferenciar “pára” (verbo) de “para” (preposição).
•• Haverá eliminação do acento agudo nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas, como “assembléia”, “idéia”, “heróica” e “jibóia”.
•• Em Portugal, desaparecem da língua escrita o “c” e o “p” nas palavras onde ele não é pronunciado, como em “acção”, “acto”, “adopção” e “baptismo”.

Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe já ratificaram o o Acordo Ortográfico e também o Protocolo Modificativo ao texto, aprovado em julho de 2004, em São Tomé e Príncipe, durante a Cúpula dos Chefes de Estado e de governo da CPLP.
O Protocolo permitiu que o Acordo vigorasse com a ratificação de apenas três países, sem a necessidade de aguardar que todos os outros membros da CPLP adotassem o mesmo procedimento.

fonte: Gazeta do Sul/Jornal Mundo Lusíada/Lusa

Tech Tags:

Demais, de menos, de mais

Postado em Atualizado em

Não há dúvida em relação a uma situação: escreve-se numa só palavra quando “demais” funciona como advérbio ou pronome indefinido. Neste último caso, é precedido de artigo no plural e tem o valor de os restantes, os outros: “Fale com os demais (companheiros) antes de tomar a decisão”.
Como advérbio de intensidade, significando excessivamente, demasiadamente, em demasia, o termo qualifica um adjetivo ou um verbo.

Exemplos com adjetivo:
Não vá embora, é cedo demais!
Não posso passear com Ivan pela Beira-Mar pois seu passo é rápido demais.
Aos mais afoitos entre os partidários de Lula, que considerariam sua postura conciliadora demais, o drama na Venezuela serve de alerta.

Com verbo:
Não estudes demais; tua mãe se preocupa demais com isso.
Que cara legal, ele é demais!
Que tem demais nisso?

Leia o resto deste post »

Indicações de Tempo: HÁ, A, ATRÁS, FAZ, AQUI A

Postado em Atualizado em

Tempo passado-presente: e faz

Quando se quer indicar tempo transcorrido (do passado até o presente), emprega-se impessoalmente o verbo haver, tanto quanto o verbo fazer:

dois anos (que) não o vejo.

Faz dois anos que não o vejo.

Inventada em 1851, a máquina de costura de Isaac Singer domina o mercado 150 anos.

[… faz 150 anos]

/ faz um século, havia cerca de 80 mil tigres no mundo.

Há ou atrás

Quando se quer indicar um acontecimento no passado usa-se HÁ ou ATRÁS. Nunca juntos [há tempo atrás], por ser redundância. Até podemos falar ‘há tempo atrás’ como um reforço, uma vez que o ouvido pode captar mal o som / a / inicial, mas ao escrever devemos usar ou um ou outro termo:

A aparição da cerâmica na Amazônia data de 3.000 anos atrás.

Essa civilização desapareceu 200 anos [ou: desapareceu 200 anos atrás].

Até pouco tempo atrás não se pensava nesse tipo de cartilha.

Até pouco tempo os professores eletrônicos eram inacessíveis à maioria.

Exibia uma vasta cabeleira até dois anos atrás, mas o vi há um mês sem um fio de cabelo. Leia o resto deste post »

Saiba como Grafar Corretamente as Palavras Estrangeiras – W

Postado em

walkie-talkie (ingl.)
watt (ingl.)
“Weltanschauung” (al.)
“western” (ingl.)
“whig” (ingl.)
winchester (ingl.)
windsurfe (windsurf; ingl.)