Últimas notícias do evento

Google Livros

Postado em

O Google Livros  é um serviço especializado em achar conteúdo de livros. Nele você pode encontrar o livro ideal para os seus propósitos ou descobrir  novos que possam interessá-lo. Tudo isso é possível gracas ao acordo que Google tem alcançado com editoras e autores, permitindo desse modo o usuário acessar o conteúdo integral ou parcial dos livros.

Pesquise livros aqui

Conversor de Moedas

Postado em

Estava buscando um conversor de moedas e acabei encontrando essa excelente página. Simples mas com tudo o ue eu precisava para fazer conversão entre diferentes moedas.

Visite a página aqui

Internetês versus Língua Culta

Postado em Atualizado em

 

No Brasil, um batalhão de 15 milhões de usuários troca 500 milhões de mensagens por dia por meio do Messenger (MSN), o comunicador instantâneo da Microsoft.

– O brasileiro adere fácil à tecnologia; é um povo muito aberto à comunicação – explica Priscyla Alves, gerente de produtos, comunicação e marketing para Brasil e América do Sul da Microsoft.

O Ibope/NetRatings divulgou em janeiro que o internauta brasileiro continua sendo o campeão mundial da navegação, com uma média de 17 horas e 59 minutos, deixando para trás Estados Unidos, Japão e Austrália. Essa ansiedade do brasileiro por contato já foi alvo de estudo de Anne Kirah, uma antropóloga americana que vive em Paris e ajuda a Microsoft a desenvolver produtos.

Numa de suas pesquisas, Anne conviveu por semanas com famílias de adolescentes brasileiros. Chamou sua atenção a tendência de o interneteiro no Brasil ter, em geral, permissão para sair só uma vez por semana. A antropóloga concluiu que o nosso adolescente usuário do computador faz das ferramentas on-line uma extensão da vida social. Na frente do monitor, marca encontros, mantém viva a emoção do fim de semana e estreita laços com novos amigos.

A linguagem que pontua tal dinâmica social é o internetês. Integrados à tecnologia e com acesso fácil a computadores e conexões de banda larga (62% dos nossos internautas a usam), os jovens buscam respostas rápidas, proximidade com seus interlocutores e nutrem a expectativa de aproveitar cada momento de diversão. A ansiedade por contato teria estimulado, assim, o hábito de escrever mensagens e a busca de novas formas de expressão ligeira e funcional. No pacote, vieram a simplificação da linguagem e a farta eliminação de vogais.

Leia o resto deste post »

Só Fernando Pessoa

Postado em Atualizado em

Nunca leu esse grande escritor português? Menino, você não sabe o que está perdendo. Literatura recomendada. Veja e ouça um pouco de Pessoa abaixo:

Ai que prazer
Não cumprir um dever,
Ter um livro para ler
E não fazer!
Ler é maçada,
Estudar é nada.
O Sol doira
Sem literatura.

Leia o resto deste post »

Biblioteca Mundial Digital

Postado em Atualizado em

Nesta terça-feira foi lancado oficialmente  o site da Biblioteca Digital Mundial. Lá você pode navegar pelo  acervo de livros, manuscritos e documentos visuais e sonoros procedentes de bibliotecas e arquivos do mundo todo.  Tem também  reproduções de antigas grafias e fotografias de documentos raros escritos em sete línguas (árabe, chinês espanhol, francês, inglês, português e russo). O lançamento aconteceu na sede parisiense da Unesco. Vale a pena conhecer!

Visite aqui

A Arte de Encher Linguiça

Postado em

Para Napoleão Mendes de Almeida, vícios de linguagem são palavras ou construções que deturpam, desvirtuam ou dificultam a manifestação do pensamento, seja pelo desconhecimento das normas cultas ou pelo descuido do emissor.

Vejamos exemplos:

Que tal fazer um quiz sobre o tema. Entre aqui

Para Ficar na História

Postado em Atualizado em

Você conhece a expressão:

Devagar com Andor que o Santo é de Barro

É uma expressão que recomenda cuidado.

Suas origens estaria na preocupação de vigários com a imagem de santos em procissões. Ou seja, ao sair da igreja, a estátua era levada nos ombros dos fiéis que andavam apressadamente e algum vigário, preocupado com essa situação, teria gritado a frase.

Veja o vídeo abaixo:

Provérbio parecido a esse seria o “Devagar se vai ao longe”
fonte: Hudinílson Urbano, Revista Língua
Portuguesa, n. 25, 2007